1217 usuários online no momento.
Participe em nossa comunidade é divertido e é totalmente gratuito!

Especial sobre Crianças e Alergias - Prevenção às Alergias

A forma mais econômica e eficaz de controlar as alergias, é reduzir as possibilidades e a intensidade da exposição a alérgenos.
Sabendo o agente causador da alergia, deve-se evitar ao máximo a proximidade este agente.

Ácaros - encapar colchões e travesseiros com capas de proteção antiácaros, limpar constantemente o quarto de dormir sem usar produtos com cheiro forte ou aparelhos à base de água e, finalmente, retirar o excesso de objetos, como livros, bichos de pelúcia, brinquedos, etc. Manter o ambiente sempre bem arejado e se possível permitir a iluminação solar.

Fungos - são microscópios organismos vivos que se reproduzem durante o ano todo. O número de fungos no ar é afetado por vento, chuva e temperatura.
A terra úmida dos vasos dentro de casa propicia o aparecimento de fungos, por isso, não regue demais as plantas e evite ter muitos vasos dentro de casa. Mantenha a casa bem ventilada e controle a umidade.
Limpe banheiros com desinfetantes ou alvejantes para diminuir a proliferação dos fungos.

Alérgenos de barata - Baratas podem ser encontradas em qualquer lugar que o homem habite, o que pode ser uma má notícia para as pessoas que tem sensibilidade aos seus alérgenos.
Crianças que vivem em prédios com muitos habitantes e poucos cuidados de higiene apresentam risco aumentado de sofrer crises de asma, assim como outros sintomas alérgicos. As baratas se alimentam das mesmas substâncias que os humanos. Portanto, evite alimentar-se no quarto, sala de estar ou em outros locais de reunião.
Desta forma, você limitará a presença de alérgenos de barata aos locais onde alimentos são preparados e na sala de refeição.
Mantenha estes locais tão limpos quanto possível.
Uma vez que as baratas proliferam em ambientes úmidos, atenção especial deve ser dirigida a locais em que pode haver acúmulo de água.
Alguns prédios podem sofrer infestação por baratas. Procure avaliar este fato com seu médico e com os administradores do prédio ou autoridades sanitárias.
A dedetização da moradia é recomendada.

Animais - Talvez você fique surpreso ao descobrir que não é alérgico ao pêlo do seu cão ou gato. Na verdade, seus sintomas são provavelmente causados pelas proteínas existentes na saliva, na urina e nas partículas de pele do animal. Levadas pelo ar, essas minúsculas proteínas chegam ao seu nariz, seus olhos ou seus pulmões. Em contato com o seu corpo, essas proteínas causam sintomas que incluem: espirros, coceira no nariz e coriza, olhos e gargantas inchados, irritados, coceira na pele e urticária.
Não ter animais em casa é a melhor maneira mais eficaz de evitar os sintomas. Mas, se isso não for possível, há outros meios de limitar o contato com o animal que está causando as alergias.

Veja algumas sugestões que podem funcionar:
• Mantenha o bichinho fora do quarto da criança e de outros locais onde ela passa muito tempo.
• Peça para uma pessoa não alérgica escovar o animal fora de casa, isso vai remover pêlos soltos e alérgenos.
• Proteja edredons e almofadas com capas plásticas para prevenir que fiquem cobertas de alérgenos.

Passar aspirador não é um modo eficiente para diminuir os alérgenos de animais, pois ele não limpa profundamente carpetes e tapetes. Na verdade, o aspirador pode espalhar partículas de alérgenos pela casa e piorar a situação.
Os alérgenos de animais domésticos podem ficar retidos em tecidos, como a roupa de cama, estofados e tapetes por até 12 meses depois que o animal tenha saído de casa.
Por isso, use capas em edredons e almofadas e troque carpetes por pisos frios ou assoalho de madeira.

Alimentos - As crianças são as mais susceptíveis à alergia de alimentos. É por isso que um recém-nascido deve ter a alimentação retardada e nos primeiros meses de vida só deveria tomar leite materno.
É para que não entre em contato com o alimento sem que seu sistema imunológico esteja totalmente formado. No entanto, é comum que a alergia a determinado tipo de alimento desapareça com o passar do tempo.
Segundo dados da Sociedade Brasileira de Alergia, estima-se que cerca de 2,5% das crianças recém-nascidas experimentam reações de hipersensibilidade ao leite de vaca no primeiro ano de vida. Estudos demonstraram que ao longo de três anos, 50% das crianças com alergia ao leite de vaca se tornam insensíveis em um ano, 70% com dois anos e 85% com três anos. Em crianças jovens leite, ovo, amendoim, soja e trigo respondem por aproximadamente 90% das reações de hipersensibilidade, enquanto que em adolescentes e adultos o amendoim, frutos do mar e castanhas correspondem a 85% das reações.

Picadas de insetos - Alergia a picadas de insetos é mais comum em crianças que em adultos. As picadas de formigas, vespas, marimbondos e abelhas são as que podem causar reações alérgicas graves, de inchaço no local a choque anafilático, dependendo da susceptibilidade da pessoa. Já as picadas de mosquitos, pulgas e outros insetos domiciliares provocam apenas reações locais, como vermelhidão e coceira e tendem a desaparecer depois de algumas horas.

A pessoa que tem este tipo de alergia é bom consultar um médico para ver quais os cuidados a serem tomados em caso de picada. Além disso, é importante que o paciente fique afastados de lugares propícios a insetos, como matos e mangues, e usar sempre sapatos fechados, meias, luvas e repelentes quando estiver em locais sujeitos a maior exposição.

Remédios - Além de inchaços, é comum a reação alérgica aos remédios causar problemas respiratórios e tosse. Mas a principal resposta é cutânea. Não há como prevenir, o único jeito é, ao perceber qualquer reação, anotar o nome do remédio e conversar com o médico. Os medicamentos derivados de microorganismos, aqueles que exigem uma fermentação de fungos, como a penicilina e a sefalosporina (antibiótico) são mais propícios a causarem reação. Porém, é difícil definir quem realmente é alérgico a eles porque cada organismo funciona de um jeito.


 Publicação: 

Avaliar esse artigo:

Ótimo!

Agradecemos sua opinião.
Sua participação é de grande ajuda.

×

Este artigo foi avaliado 188 vezes
A avaliação está em 3.96



 

©1999-2018 E-familynet - O portal da família


Em Breve.

Google+ e Twitter Login

Estamos trabalhando em outras variedades de login para permitir que você acesse o e-familynet através de sua rede social favorita. Por enquanto, recomendamos que você use o login do Facebook.

Por favor, tente novamente em breve.

×