1393 usuários online no momento.
Participe em nossa comunidade é divertido e é totalmente gratuito!

Como lidar com o cime quando nasce o segundo filho?


A queixa mais frequente de mulheres que tm um segundo filho a dificuldade de lidar com o comportamento do mais velho.
Crianas anteriormente dceis e bem comportadas podem se tornar rebeldes e agressivas de uma hora para outra com a chegada de um irmozinho. O que fazer nessa situao?

Em primeiro lugar, devemos considerar a perspectiva da criana que perdeu seu lugar de destaque na famlia.
At ento, provavelmente todas as atenes estavam voltadas para ela. Cada comportamento seu mobilizava uma multido ao seu redor, rindo de suas gracinhas e achando tudo muito lindo e divertido. De repente, ningum mais repara nela e s quer saber do beb que chegou.
De repente, ningum mais repara nela e s quer saber do beb que chegou. No deve ser nada fcil, no ?

Todos ns precisamos de ateno e procuramos obt-la com os recursos de que dispomos.
Assim, a princpio, a criana comea a se esforar profundamente nos comportamentos que costumavam dar certo, assumindo posturas exageradas. J no existe mais a espontaneidade que tornava seus comportamentos to graciosos, e os adultos comeam a ach-la muito sem graa, criando um ciclo vicioso em que ela se esfora cada vez mais e fica cada vez mais sem graa. A situao mudou drasticamente e a criana se sente perdida, sem saber como lidar com isso.

Diante da condio desagradvel de no conseguir obter ateno, a criana vai fazer diferentes tentativas, at acertar em algum alvo. O problema que, muitas vezes, os pais esto to entretidos com o beb, ou com outros afazeres, que ficam totalmente alheios a esses esforos. Quando a criana apronta alguma arte, malcriada ou agressiva, finalmente algum nota sua presena!
Assim, o ato de quebrar alguma coisa, beliscar o irmozinho ou dar um escndalo na frente das visitas acaba cumprindo a funo de gerar ateno, fazendo com que esses comportamentos inadequados tenham uma chance muito grande de se repetir.
Mesmo que os pais reajam com punies (batendo, gritando, colocando de castigo ou repreendendo com vigor), o objeto primrio que a criana buscava era ateno. No adianta tentarmos suprimir esse comportamento sem antes ensinarmos criana uma maneira adequada de obter as coisas das quais necessita. Ela realmente necessita de ateno e precisa aprender novas maneiras de ser notada.

Seguem, ento, algumas dicas para voc lidar com situaes como essa:
1. Procure no esperar que a criana tenha comportamentos inadequados at prestar ateno nela. Por mais cansativo que seja ter que se dividir entre os cuidados do novo beb, procure fazer um esforo para que o filho mais velho no seja to deixado em segundo plano.

2. Envolva a criana nos cuidados com o beb, respeitando, claro, suas limitaes. D pequenas tarefas que a faam se sentir importante.

3. Elogie os bons comportamentos. Afague a criana e expresse sua satisfao quando ela demonstrar carinho pelo irmozinho.

4. Diante de um comportamento inadequado, no se exalte. Quanto mais importncia voc der, mais far parecer que aquilo est fazendo sucesso. Tente se mostrar indiferente.

5. Converse carinhosamente a respeito da situao, reafirmando que o fato de que voc ainda ama profundamente aquela criana e existe espao para os dois dentro do seu corao.

Se as birras j comearam a ocorrer, voc ter que ter pacincia at que novos comportamentos sejam ensinados e substituam essas formas de agir. No comeo, ignorar o que est sendo feito de inadequado pode at piorar a situao, porque a criana vai insistir e tentar conseguir obter ateno, mas depois o comportamento tende a cessar. No desista. Continue insistindo nessa postura, porque essa piora transitria e faz parte do processo de extino do comportamento. Assim que ela conseguir uma forma mais adequada de obter ateno sem precisar ser punida, o comportamento inadequado ser substitudo pelos que voc est ensinando.

Se voc ainda est se preparando para a chegada do segundo beb, ainda h tempo para criar um ambiente de cumplicidade e aconchego, em que a criana se sinta segura e possa participar da novidade com alegria, sem se sentir excluda do processo.


Mnica Valentim
Psicloga graduada pela UNESP, Mestre em Psicologia Experimental pela USP e Doutora em Pediatria pela Faculdade de Medicina de Botucatu.
Autora do livro POR QUE FALAMOS COMO BEBS QUANDO FALAMOS COM BEBS? (Ideia Pop Editora) - www.ideiapop.com.br
Rio de Janeiro (RJ)


 Publicação: 

Avaliar esse artigo:

timo!

Agradecemos sua opinião.
Sua participação é de grande ajuda.

Fale com seus amigos sobre este artigo.

×

Este artigo foi avaliado 139 vezes
A avaliao est em 4.13





 

©1999-2017 E-familynet - O portal da família


Ol pessoal, temos grandes novidades!

O E-familynet 3.0 est pronto e online!

A internet mudou muito e a maneira como as pessoas usam e interagem online tambm e, por isso, o E-familynet tambm precisou mudar.

O Novo E-familynet est online e pronto para ser utilizado.

Todos os logins e amizades foram transferidos para o novo sistema. No necessrio fazer novo cadastro para a nova pgina se voc j possua uma conta ativa no E-familynet antes da mudana. Assim, o mesmo nome de usurio e senha deve ser utilizado.

As pginas antigas do site continuam abertas para visitao e leitura, no sendo possvel editar ou incluir novas informaes e mensagens. O antigo E-familynet.com no mais existir partir de 2018! Antigos usurios podem ainda efetuar login atravs deste link de login (Login) com o propsito de salvar informaes apenas. A incluso de novas informaes ou mensagens no mais permitida.

Qualquer dvida entre em contato com sys-admin@e-familynet.com

Escolha agora o que voc deseja fazer:
 Ir para o E-familynet 3.0 (novo)    Continuar no E-familynet antigo

×

Em Breve.

Google+ e Twitter Login

Estamos trabalhando em outras variedades de login para permitir que voc acesse o e-familynet atravs de sua rede social favorita. Por enquanto, recomendamos que voc use o login do Facebook.

Por favor, tente novamente em breve.

×