Participe em uma das maiores comunidades, é divertido e é totalmente gratuito! +600.000 pessoas já estão participando.
1889 usuários online no momento.
Participe em nossa comunidade é divertido e é totalmente gratuito!

A Cera e a Limpeza dos Ouvidos

A frase - Doutor, como limpar os ouvidos? talvez seja a mais ouvida pelo mdico otorrinolaringologista.
O conceito de que no se deve limpar os ouvidos to errneo quanto a utilizao desenfreada e inadvertida de hastes de algodo.

Denominamos orelha externa a poro externa do ouvido, composta basicamente pelo pavilho auricular e pelo conduto auditivo externo (o canal do ouvido) e distingue-se sob o nome de cerume o conjunto de produtos da pele do conduto auditivo externo, que composto pela descamao da derme, por secreo sebcea e pelo substrato de glndulas ceruminosas.
A pele que reveste o canal auditivo no poderia ter a mesma espessura das demais, pois representaria uma barreira entrada do som. Se muito fina, por outro lado, no traria a devida proteo, expondo o ouvido s intempries do meio. Em razo disto temos a presena de um filme protetor, uma espcie de tapete viscoso como suplemento para a delgada pele desta regio. Alm de formar uma barreira fsica, o cerume, em condies normais, constitui um manto cido, uma pelcula antibacteriana, essencial para a manuteno de uma orelha saudvel.
A produo da cera s se faz no tero externo da estrutura tubular que o conduto auditivo externo, e neste local que deve permanecer de modo a desempenhar suas funes.
Da mesma forma, da sua manuteno nesta poro que depende a sua eliminao, feita por um mecanismo natural de migrao centrfuga (isto , para fora), da pele do ouvido.

Ao introduzirmos objetos, sejam eles cotonides, grampos de cabelo, tampas de caneta, agulhas de costura etc, temos a sensao de limpeza ao ver a ponta destes artefatos borrada de cera, mas no o que realmente ocorre. Na maioria das vezes estamos levando a produo ceruminosa para uma situao mais interna, onde esta no desempenhar suas funes, causar desconforto, dficit auditivo e no conseguir ser eliminada. Como se no bastasse, tais manobras so to arriscadas que, comumente, levam otites, perfuraes timpnicas e variados graus de surdez, dependendo da sua extenso e profundidade.

Mas doutor, como limpar os ouvidos? Sim, no toa que os cotonides so comercializados. E eles tm a sua funo. Entretanto, o asseio desta regio deve se limitar poro externa do pavilho auricular, com movimentos circulares, jamais introduzindo a haste no meato acstico externo. Estando a produo ceruminosa limitada poro mais externa do canal auditivo, na maioria das vezes, a prpria migrao da pele a elimina naturalmente. Recomendamos a secagem diria das orelhas com o dedo indicador revestido pela toalha no ps-banho e o uso das hastes de algodo, sob orientao mdica, semanalmente.

Em alguns pacientes, devido a uma pr-disposio familiar, o cerume acumula-se, ou por um excesso na produo ou por uma deficincia na eliminao, formando um tampo, de colorao varivel, desde o amarelado, nos mais recentemente formados, ao enegrecido, em decorrncia da oxidao, nos mais antigos. A consistncia tambm varivel, podendo ser amolecido ou duro, fato este importante na escolha do mtodo a ser utilizado para sua remoo. H duas frases que sintetizam o uso errneo das hastes de algodo em nosso meio: O cotonide o melhor amigo do Otorrino e; O Ouvido se limpa com o cotovelo..

Gustavo Guagliardi Pacheco
www.agpacheco.com


 Publicação: 

Avaliar esse artigo:

timo!

Agradecemos sua opinião.
Sua participação é de grande ajuda.

Fale com seus amigos sobre este artigo.

×

Este artigo foi avaliado 108 vezes
A avaliao est em 3.94




 

©1999-2017 E-familynet - O portal da família


Em Breve.

Google+ e Twitter Login

Estamos trabalhando em outras variedades de login para permitir que voc acesse o e-familynet atravs de sua rede social favorita. Por enquanto, recomendamos que voc use o login do Facebook.

Por favor, tente novamente em breve.

×