Participe em uma das maiores comunidades, é divertido e é totalmente gratuito! +600.000 pessoas já estão participando.
2976 usuários online no momento.
Participe em nossa comunidade é divertido e é totalmente gratuito!

Perda Gestacional de Repetio

Em torno de 10 a 15% de todas as gestaes evoluem para abortamento. Portanto, uma nica perda gestacional no motivo de preocupao.
Entretanto, aps a ocorrncia de dois abortamentos consecutivos, h maior probabilidade de haver algum fator que esteja prejudicando a evoluo normal da gravidez. Cerca de 1% das mulheres apresentam perda gestacional de repetio e devem procurar auxlio mdico especializado.

Mais de 90% das alteraes cromossmicas resultam em abortamento, as quais representam tambm a causa mais freqente de abortamentos repetidos.
Quando os abortamentos ocorrem aps a dcima semana, geralmente no so causados por anormalidades cromossmicas. Entretanto, quando o embrio apresenta alguma alterao cromossmica, a gestao se interrompe quase sempre antes da dcima semana. Deve-se, sempre que possvel, realizar o estudo cromossmico do concepto, pois a ausncia de alterao cromossmica indica a existncia de um outro tipo de fator.

O casal deve ser sempre investigado com relao presena de alteraes cromossmicas, atravs da realizao do caritipo com bandagem G. Quando h alguma alterao, deve-se realizar o aconselhamento gentico, com intuito de orientar a escolha do tratamento. Nesses casos, os tratamentos disponveis so a utilizao de gametas doados (em substituio ao gameta do cnjuge portador da alterao) ou o diagnstico gentico pr-implantacional (PGD). Para realizao do PGD, o casal deve submeter-se a um ciclo de fertilizao in vitro. Aps trs dias de cultivo em laboratrio, uma nica clula retirada de cada embrio produzido e encaminhada para anlise cromossmica, com intuito de selecionar os embries que no apresentam alterao nos cromossomos analisados e reduzir a incidncia de abortamento.
As anormalidades uterinas tambm podem causar perdas gestacionais repetidas, geralmente representadas por abortamentos mais tardios ou partos prematuros. As mais freqentes so as anomalias congnitas, os septos uterinos, a incompetncia istmo-cervical e alguns tipos de miomas. Os septos devem ser sempre tratados atravs de cirurgia histeroscpica. As demais situaes devem ser analisadas caso a caso.
Pacientes com Sndrome dos Ovrios Policsticos, hiperprolactinemia, alteraes tireoidianas e diabetes tambm podem apresentar abortamentos repetidos e devem receber tratamento pr-concepcional.

As trombofilias congnitas e a Sndrome Antifosfolpede tambm so causas freqentes e devem ser sempre pesquisadas. O tratamento com drogas anticoagulantes apresenta bons resultados.
Causas imunolgicas tambm podem ser identificadas. Entretanto, nenhuma das diversas terapias propostas (imunizao com clulas paternas ou de doador, infuso de membrana trofoblstica, imunoglobulina, etc.) ainda se demonstrou eficaz.
Abortamentos de repetio de causa inexplicvel representam 40% dos casos. Grande parte representada por fatores genticos no diagnosticados. A realizao do PGD reduz a incidncia de abortamento nesses casos, enquanto que a prescrio de tratamentos empricos no se encontra indicada.
O fato de conseguir engravidar, mas no ser capaz de levar uma gravidez a termo, gera uma situao bastante angustiante. Muitas vezes o casal passa a evitar a gravidez, com medo de passar pela mesma situao novamente. O primeiro passo superar o trauma emocional decorrente das perdas sucessivas, para que o desejo de engravidar retorne e o casal possa colaborar durante o tratamento.

Dr. Leonardo Meyer de Moraes
Diretor da Clnica FERTIBABY
leomeyer@fertibaby.com.br
www.fertibaby.com.br


 Publicação: 

Avaliar esse artigo:

timo!

Agradecemos sua opinião.
Sua participação é de grande ajuda.

Fale com seus amigos sobre este artigo.

×

Este artigo foi avaliado 172 vezes
A avaliao est em 4.1




 

©1999-2017 E-familynet - O portal da família


Ol pessoal, temos grandes novidades!

O E-familynet 3.0 est pronto e online!

A internet mudou muito e a maneira como as pessoas usam e interagem online tambm e, por isso, o E-familynet tambm precisou mudar.

O Novo E-familynet est online e pronto para ser utilizado.

Todos os logins e amizades foram transferidos para o novo sistema. No necessrio fazer novo cadastro para a nova pgina se voc j possua uma conta ativa no E-familynet antes da mudana. Assim, o mesmo nome de usurio e senha deve ser utilizado.

As pginas antigas do site continuam abertas para visitao e leitura, no sendo possvel editar ou incluir novas informaes e mensagens. O antigo E-familynet.com no mais existir partir de 2018! Antigos usurios podem ainda efetuar login atravs deste link de login (Login) com o propsito de salvar informaes apenas. A incluso de novas informaes ou mensagens no mais permitida.

Qualquer dvida entre em contato com sys-admin@e-familynet.com

Escolha agora o que voc deseja fazer:
 Ir para o E-familynet 3.0 (novo)    Continuar no E-familynet antigo

×

Em Breve.

Google+ e Twitter Login

Estamos trabalhando em outras variedades de login para permitir que voc acesse o e-familynet atravs de sua rede social favorita. Por enquanto, recomendamos que voc use o login do Facebook.

Por favor, tente novamente em breve.

×