Participe em uma das maiores comunidades, é divertido e é totalmente gratuito! +600.000 pessoas já estão participando.
1823 usuários online no momento.
Participe em nossa comunidade é divertido e é totalmente gratuito!

Nem sempre proibido proibir

Os primeiros intrpretes do mundo da criana so a Me e o Pai.
So a linha de frente da educao, muitas vezes considerada uma das profisses mais difceis e at impossveis, pois cada criana tem uma singularidade especfica com relao a como deve ser educada.
Temos que lidar ainda com outros fatores no processo de conhecimento e formao de valores, que vo alm dos professores, parentes, amizades, escola e a TV, com seu poder de ditar normas. Todos esses fatores juntos vo contribuir para o desenvolvimento da psicossexualidade e futura conduta social. Muitas vezes a autoridade outorgada por um grau de parentesco ou pela confiana legada aos pais, que acreditam estar menos preparados para uma educao digna e coerente, podendo se revelar, entretanto, uma m escolha.

Deve-se levar em conta as consideraes sobre os costumes e comportamento oscilante no decorrer dos anos, e as diferenas culturais que fazem com que cada povo tenha seus dogmas e condutas especficas com relao aos ensinamentos - ao que certo e ao que considerado errado.
Convivemos com uma grande avalanche de propagandas que vendem o erotismo a qualquer pretexto, desde um produto cosmtico, um produto de limpeza, um simples picol ou at mesmo um carro.
Das novelas ditas familiares, somos obrigados a absorver passivamente comportamentos sexuais promscuos ou incestuosos, permeados de transformaes ticas que parecem no ter limites.
Isso sem falar dos programas sensacionalistas, nos quais humildes e infelizes, nossos irmos, so levados a expor seus mais bizarros modos de viver, seus costumes e sua sexualidade, com aspectos agressivos, como facilmente podemos constatar.

Ainda sobre a influencia da TV, convivemos com uma intensa erotizao das crianas, os ritmos frenticos, influenciados pela msica, onde h forte apelo sexual, atropelando a inocncia infantil, e desta forma aceleram perigosamente o desenvolvimento de sua psicossexualidade.
Hoje, quando o mundo Islmico fica em evidncia, podemos constatar a grande diferena de comportamento e os mecanismos de represso sexual, principalmente aplicados mulher... enquanto em algumas culturas (a nossa, em particular) parece que tudo permitido, nos surpreende constatar culturas em que tudo parece ser proibido. No Brasil, por outro lado, nos dias de hoje e em variadas regies, no raro encontrar iniciao sexual em meninas e meninos entre 8 e 10 anos de idade.
No podemos considerar a sexualidade no mbito do vale-tudo emergente, da mdia irresponsvel ou da TV sensacionalista, onde o sexo tratado apenas como objeto de consumo, com a finalidade e pretexto de aumentar a audincia. So nossos filhos que bebem informaes sexuais, de forma distorcida e perigosa.

Pensar, repensar, discutir e estar atento nossa sexualidade: s assim poderemos construir uma nova hierarquia sobre os valores ticos e a conduta moral.
O grito do " proibido proibir" s se aplica s pessoas que j atingiram sua maturidade de personalidade e compreenso sexual. Com equilbrio e determinao, so as pessoas estruturadas em seus valores ticos. O mesmo no acontece com as crianças e adolescentes, para os quais esta construção da psicossexualidade, com determinantes de orientao moral, necessitam de alguns conceitos e proibies, com regras que possibilitem buscar o equilbrio de sua sexualidade.
Isso no quer dizer que os pais devam usar de alguma violncia, como bater na criana, numa pretensa conduta, como justificativa para uma melhor educao. Nossos filhos so inteligentes e no precisam ser imolados pra aprender. Bater, nem em pensamento. Nossos filhos precisam de carinho, compreenso, orientao e amor - palmas, s para aplaudir.

Portanto, em se tratando de crianas e adolescentes, os estmulos sexuais e agressivos devem ser cuidadosamente dosados, o que determina que muitas vezes no PROIBIDO PROIBIR.

Cssio dos Reis
CRP 4776-6
Psiclogo, psicanalista e sexlogo, experincia de mais de 27 anos.


 Publicação: 

Avaliar esse artigo:

timo!

Agradecemos sua opinião.
Sua participação é de grande ajuda.

Fale com seus amigos sobre este artigo.

×

Este artigo foi avaliado 133 vezes
A avaliao est em 4.13




 

©1999-2017 E-familynet - O portal da família


Ol pessoal, temos grandes novidades!

O E-familynet 3.0 est pronto e online!

A internet mudou muito e a maneira como as pessoas usam e interagem online tambm e, por isso, o E-familynet tambm precisou mudar.

O Novo E-familynet est online e pronto para ser utilizado.

Todos os logins e amizades foram transferidos para o novo sistema. No necessrio fazer novo cadastro para a nova pgina se voc j possua uma conta ativa no E-familynet antes da mudana. Assim, o mesmo nome de usurio e senha deve ser utilizado.

As pginas antigas do site continuam abertas para visitao e leitura, no sendo possvel editar ou incluir novas informaes e mensagens. O antigo E-familynet.com no mais existir partir de 2018! Antigos usurios podem ainda efetuar login atravs deste link de login (Login) com o propsito de salvar informaes apenas. A incluso de novas informaes ou mensagens no mais permitida.

Qualquer dvida entre em contato com sys-admin@e-familynet.com

Escolha agora o que voc deseja fazer:
 Ir para o E-familynet 3.0 (novo)    Continuar no E-familynet antigo

×

Em Breve.

Google+ e Twitter Login

Estamos trabalhando em outras variedades de login para permitir que voc acesse o e-familynet atravs de sua rede social favorita. Por enquanto, recomendamos que voc use o login do Facebook.

Por favor, tente novamente em breve.

×