Participe em uma das maiores comunidades, é divertido e é totalmente gratuito! +600.000 pessoas já estão participando.

Sexo na Gravidez

Quando falamos de sexo na gravidez, obrigatoriamente temos que lidar com os mitos e fantasmas que insistem em limitar o prazer sexual da mulher na gravidez.
Não bastasse o conflito que se apodera de um sem número de mulheres, entre ser mãe e permanecer mulher, muitas vezes a dificuldade se estabelece com o silêncio dominando a relação, com conseqüente e expressiva diminuição do desejo.

O distanciamento pode tornar o envolvimento sexual cada vez menos freqüente. O melhor caminho continua sendo o diálogo, estreitando e dinamizando o relacionamento, a consequente admiração entre os parceiros tornará o sexo uma grande e desejada brincadeira.
O sexo é tão importante durante a gestação que estudos recentes constataram que quanto mais freqüente acontecer, melhores e maiores são as chances de nascer uma criança saudável.
É provável que o sistema imunológico da criança em desenvolvimento reconheça em cada relação sexual, o espermatozóide do pai biológico como amigo, um conhecido, tornando a resposta deste, mais adequada as necessidades futuras. Vivemos hoje um momento em que as informações sobre sexualidade estão cada vez mais presentes, as mulheres com todo direito, passam a exigir uma maior participação no prazer sexual.
As mulheres grávidas podem e devem manter a rotina sexual com o parceiro, mesmo que a freqüência seja menor. Outro aspecto importante no sexo durante a gravidez é o equilíbrio da auto-estima na mulher. Com a transformação do corpo, a mulher muitas vezes coloca em dúvida o quanto ainda é atraente para o parceiro, e na medida que se percebe desejada e assediada sexualmente pelo mesmo facilita a entrega alimentando o desejo. O casal será mais feliz quanto mais comprometido estiver com o prazer sexual do outro.

A vida sexual, presente durante a gravidez, vai além do genital, traz o comprometimento e a aceitação do outro, com benefícios significativos para os dois.
Como já foi enfatizado, durante o período da gravidez, o sexo pode e deve desenvolver o erotismo na mulher fazendo com que ela possa continuar se sentindo sexualmente desejada, mesmo com as alterações de seu corpo, no processo que a tornará mãe. Importante ressalta também que, alguns homens por outro lado, costumam ter aumentado seu desejo na medida que o corpo da mulher se transforma, fique atenta sendo oportuno lembrar que o sexo pode ser muito rico durante todo o período de gestação, usando a criatividade, principalmente nos últimos meses da gravidez em que as posições sexuais, necessitam ser alteradas, sem que o homem crie risco para o bebê na barriga da mãe.
A posição do homem por trás e a mulher de lado é a mais indicada, embora existam ainda outras, como o homem na frente, mantendo a mulher as pernas levantadas ou ainda a posição em que a mulher fica de quatro e o homem a penetra por trás, são posições que trazem conforto para a mulher e não acarretam nenhuma possibilidade de dano nem uma pressão maior sobre o abdômen da futura mãe. Vale aqui esclarecer e definitivamente elucidar, que em nenhum momento o bebê sofre qualquer ameaça na penetração, pois o mesmo está bem protegido e fora do alcance de qualquer possibilidade de ser atingido. O bebê agradece e só tem benefícios com o bom envolvimento sexual do casal durante toda a gestação.

Conforme o leitor pode concluir, o sexo durante a gravidez não só é saudável, quanto recomendável.
Finalizando, o sexo pode ser vivido na gravidez, o que irá tornar o relacionamento mais rico e prazeroso.
Não se prive de seus benefícios.

Cássio dos Reis
CRP 4776-6
Psicólogo, psicanalista e sexólogo, experiência de mais de 27 anos.


 Publicação: 
 

©1999-2017 E-familynet - O portal da família


Em Breve.

Google+ e Twitter Login

Estamos trabalhando em outras variedades de login para permitir que você acesse o e-familynet através de sua rede social favorita. Por enquanto, recomendamos que você use o login do Facebook.

Por favor, tente novamente em breve.

×
Clique aqui
Receba semanalmente em seu e-mail informações sobre o desenvolvimento fetal:
(Dúvidas? calcule aqui a data do parto.)
Qual a data estimada de nascimento?

Email:
VAI