3459 usuários online no momento.
Participe em nossa comunidade é divertido e é totalmente gratuito!

A importância de desenvolver a tolerância à frustração na crianças


É muito comum que pais e mães queiram propiciar a seus filhos um ambiente onde jamais sejam submetidos a qualquer tipo de frustração.
Tentam criar um pequeno paraíso, onde tudo é permitido e todas as necessidades são prontamente satisfeitas. Nunca dizem não, dão tudo que as crianças pedem e se esforçam incansavelmente para que a criança tenha sempre tudo às mãos. Ao primeiro gemido, correm para atender. Será que isso é bom?
O grande problema é que, no mundo real, as coisas não são tão favoráveis assim.
Mais cedo ou mais tarde, todos nós somos expostos a frustrações e aquelas crianças que foram sempre cuidadosamente poupadas de tudo são exatamente as que mais sofrem diante de situações em que são contrariadas. Quando ouvirem seu primeiro não – coisa que fatalmente ouvimos em algum momento de nossas vidas – terão muito mais dificuldade de lidar com esse fato.

Crianças são seres que inspiram cuidados e carinhos. Sua fragilidade nos impele a protegê-las, a poupá-las e mimá-las. Até certo ponto, é importante que seja assim. Esse é um mecanismo natural para que nos empenhemos em tomar conta dessas criaturinhas que, de fato, dependem de nós. Mas é necessário buscar um equilíbrio, para que não façamos de nossa tentativa de evitar sofrimentos algo que irá paradoxalmente produzir muito mais sofrimento no futuro.
Certamente isso não significa que devamos deliberadamente impor sofrimentos. Só temos que ter em mente que não podemos ceder a todos os desejos que nos são apresentados. Por exemplo, é natural que a criança queira comprar todos os brinquedos anunciados na TV. Cabe aos adultos explicar que não podemos ter todas as coisas que queremos. Ninguém aprende sobre limites financeiros, a não ser que alguém esteja disposto a ensinar. Mesmo que você tenha condições econômicas de arcar com todos os presentes que queira dar, entenda que isso não é bom para o desenvolvimento emocional da criança.

Se você atende imediatamente os desejos de seu filho, é claro que ele não irá conseguir esperar até o Natal para abrir o brinquedo que já foi comprado. A paciência é algo que se desenvolve e precisa de treino. E isso pode começar desde cedo.
Então, seguem algumas dicas:
1. Quando a criança quiser levar toda a loja de brinquedos, diga que ela só poderá escolher um. Explique de forma simples que você não tem dinheiro para comprar tudo.
2. Se seu filho solicita sua presença, atenda com calma. Não se afobe querendo dar uma resposta imediata, nem saia correndo desesperadamente.
3. Procure controlar sua culpa em dizer não, entendendo que está fazendo isso pelo bem de seu filho. Tenha certeza de que ele terá esquecido esse assunto muito antes de você.
4. Lembre-se de que toda criança precisa de limites. Quando são criadas com zelo e carinho, elas se sentem mais amadas do que quando têm uma educação muito permissiva.
5. Crie um esquema de recompensas por bons comportamentos. Você pode criar um quadro e anotar os dias em que a criança cumpriu suas tarefas, por exemplo, e dar um daqueles brinquedos tão sonhados quando ela completar uma quantidade determinada. Não tire pontos, nem atribua pontos negativos! Se a criança não se comportar adequadamente, simplesmente não pontue.

Em resumo, todos nós queremos dar tudo o que existe de melhor para nossos filhos.
Talvez, em alguns casos, um não na hora certa seja o melhor presente que podemos oferecer.

Mônica Valentim
Psicóloga graduada pela UNESP, Mestre em Psicologia Experimental pela USP e Doutora em Pediatria pela Faculdade de Medicina de Botucatu.
Autora do livro POR QUE FALAMOS COMO BEBÊS QUANDO FALAMOS COM BEBÊS? (Ideia Pop Editora) - www.ideiapop.com.br


 Publicação: 

Avaliar esse artigo:

Ótimo!

Agradecemos sua opinião.
Sua participação é de grande ajuda.

Fale com seus amigos sobre este artigo.

×

Este artigo foi avaliado 138 vezes
A avaliação está em 3.92





 

©1999-2017 E-familynet - O portal da família


Olá pessoal, temos grandes novidades!

O E-familynet 3.0 está pronto e online!

A internet mudou muito e a maneira como as pessoas usam e interagem online também e, por isso, o E-familynet também precisou mudar.

O Novo E-familynet está online e pronto para ser utilizado.

Todos os logins e amizades foram transferidos para o novo sistema. Não é necessário fazer novo cadastro para a nova página se você já possuía uma conta ativa no E-familynet antes da mudança. Assim, o mesmo nome de usuário e senha deve ser utilizado.

As páginas antigas do site continuam abertas para visitação e leitura, não sendo possível editar ou incluir novas informações e mensagens. O antigo E-familynet.com não mais existirá à partir de 2018! Antigos usuários podem ainda efetuar login através deste link de login (Login) com o propósito de salvar informações apenas. A inclusão de novas informações ou mensagens não mais é permitida.

Qualquer dúvida entre em contato com sys-admin@e-familynet.com

Escolha agora o que você deseja fazer:
 Ir para o E-familynet 3.0 (novo)    Continuar no E-familynet antigo

×

Em Breve.

Google+ e Twitter Login

Estamos trabalhando em outras variedades de login para permitir que você acesse o e-familynet através de sua rede social favorita. Por enquanto, recomendamos que você use o login do Facebook.

Por favor, tente novamente em breve.

×